blog segredo sem livros

10/08/2012 17:49
Fernanda Camilo 29/06/2012

Resenha: O Mendigo
O livro acompanha a trajetória de Herbert, um mendigo que se destaca por dar uma verdadeira lição de vida, superação, solidariedade e humanização. Adolescentes de classe média estão jogando bola, quando um deles acerta com a bola no homem que estava passando pela rua. Marcos, o mais velho da turma, vai ajudar o senhor que estava no chão, quando descobre que aquele homem é um simples mendigo. Dias depois quando os garotos estavam sentados na calçada, o mendigo aparece novamente e Marcos logo se aproxima e se apresenta, e descobre o nome do homem, Herbert. Ele conta que mora junto com outras duas pessoas e que onde mora há mais pessoas que passam necessidades, mas sempre estão ajudando uns aos outros. Essa revelação deixa Marcos realmente emocionado. Herbert apesar de ser um homem pobre de dinheiro é um homem muito rico de sabedoria.
Os capítulos seguintes apresentam a personalidade de cada um do grupo de seis jovens que vão acompanhar Herbert nessa história repleta de bons pensamentos, conselhos e exemplos de vida digna.

"Se um amigo não se interessar pelo problema do outro, para que então vai servir a amizade?"
Pag. 86


Herbert quebra conceitos tão bem enraizados em nossa cultura que cada frase dele já é por si só uma reflexão.
Fiquei muito impressionada pela narrativa e, não somente por ser contada por um personagem diferente, mas pelas mensagens descritas.

"(...) porque o sentimento é a visão do coração e o coração enxerga a alma."



O autor Edson, está de parabéns, e quero lhe agradecer pela oportunidade de ler uma história tão emocionante. Recomendo!

“- Enquanto você estiver presente – Diz Marcos apertando sua mão -, vai ser um bom dia para todos nós.
- E outros dias melhores virão, menino Marcos. A minha presença não precisa ser física, porque tudo que passamos juntos fez com que cada um de nós ficasse dentro do coração um do outro, e mais tarde, quando se formarem e casarem, possivelmente terão destinos diferentes, mas mesmo assim, sentirão a presença de cada um dos amigos”. Pág. 205.

Confira em: http://segredosemlivros.blogspot.com.br/2012/06/resenha-o-mendigo.html